Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]





"O que há em mim é sobretudo cansaço"

por escadacima, em 30.04.12

Resolvi assim: hoje escrevo deslargada, sem limites.

Devo parar. E sentar-me num banco de jardim ou junto ao tronco de uma árvore, no chão mesmo, para sentir a calma da natureza em movimento. Devia sentar-me por uns instantes comigo e inspirar a tranquilidade da doce melodia das folhas a dançar no vento e, de seguida, expirar o cansaço que me envolve. A mim e aos meus dias.

Chega de desassossegos. De glórias que não consigo alcançar depois de lutas inglórias. De temporais que se levantam ao nascer do dia e se deitam para dormir comigo. De fantasmas que passeiam nos sonhos de mão dada comigo. Chega! O que há em mim é sobretudo cansaço

Sinto-me estagnada. Sinto-me sem saída. Sinto-me perdida num labirinto com muitas saídas, mas eu... oh!, eu estou lá perdida no meio. Tão perdida...

O que há em mim é sobretudo cansaço. De grandes ou de pequenas coisas, pouco importa. É só cansaço...

Autoria e outros dados (tags, etc)


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Mensagens