Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]





A educação não é para todos

por escadacima, em 03.03.14

O post de hoje foge um pouco ao regular do Escada acima que, até agora, tem funcionado na base do que é pessoal. No entanto, não posso deixar de tornar pública a minha revolta em relação ao que se passa ao meu redor e que é, ainda que muitos pensem que não, um problema de todos.

No sábado, na hora do almoço, assistia ao Jornal da Tarde, na RTP1, e, a dada altura, falou-se nos cortes no ensino especial. Ora, esta medida está contemplada no Orçamento do Estado para 2014, onde as verbas para a Educação Especial sofrem um corte dramático (mais de 17 milhões de euros).

Portugal desenvolve, há mais de 40 anos, uma política que favorece a educação dos alunos com necessidade educativas especiais nas escolas regulares, passando as antigas escolas de educação especial a constituir centros de recursos que apoiam as escolas regulares na educação de alunos com dificuldades. Esta política de inclusão não é uma despesa suplementar à educação nas escolas especiais, mas sim uma alteranativa, ou seja, o que se gasta no apoio à inclusão destes anos no ensino regular é uma transferência de encargos que antes estavam nas escolas especiais.

David Rodrigues, aqui, diz (e muito bem!) que o apoio a estes alunos não pode ser só mais atenção, mais aulas, mais apoio e sim melhor apoio, melhor atenção e melhores aulas, sendo, para isso, necessário que haja nas escolas professores especializados, apoiados e habituados a lidar com situações de dificuldades na aprendizagem, exigindo mão-de-obra preparada e não de conveniência.

Por ser algo recorrente, sabemos que cortes representam exatamente o contrário: menos atenção e menos aulas, menos qualidade de ambas, menos professores nas escolas. No futuro, adultos menos preparados para (sobre)viver, menos incluídos numa sociedade que permanece parada face ao que vê à sua volta, preferindo as vistas para o seu umbigo.

Estamos a cortar um dos pilares que segura a sociedade. Então, por que é que somos aqueles que (tentam) mexer nas consequências ao invés de atuar na origem dos problemas?

Autoria e outros dados (tags, etc)


1 comentário

Imagem de perfil

De Just_Smile a 03.03.2014 às 15:07

Os cortes que têm sido feitos têm realmente sido nos pilares da sociedade, educação e saúde... não sei o que será das gerações que crescerem com este tipo de situações, mas não vejo futuros claros...

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Mensagens