Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]





Não sei falar de amor

por escadacima, em 13.10.13

Na voz de Ana Bacalhau, isto soa melhor, mas: eu não sei falar de amor. Posso dizer: o amor é um campo verde. Ou: o amor é a chuva envergonhada do início do outono. Posso dizer que o amor é uma vaca, a preto e branco. Estaria a mentir sobre este último ponto, mas, ainda assim, não sei falar de amor. Ninguém sabe, na verdade, ninguém é um mago das relações, ninguém sabe muito bem do que fala nisto do amor. Existem, contudo, pessoas que escrevem sobre ele - o amor - de forma soberba. De uma forma que, depois de lido, conseguimos pensar: bolas, isto é o que sinto, mas ao qual não consigo atribuir palavras. E é aqui que reside a minha falta de talento: na forma como não consigo atribuir palavras ao que sinto. Posso fazê-lo, posso tentar aproximar-me, mas o essencial nunca passa para as palavras.

Não sei falar de amor, mas, hoje, amor foi precisar de uma quantidade de tempo absurda para (o) perder de vista.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:



Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Mensagens